Friday, 23 August 2019

The increase in mobile phone traffic to online stores is partly being fuelled by another trend: the rise of social-fuelled product discovery and effective social ad targeting. Even the all-powerful Pointing has no control about the blind texts, it is an almost unorthographic

 

Na reta final da campanha, Mauricio e Gilmar conquistam apoio ainda maior
da sociedade palmarense e propõem a diferença de governo

Para a eleição suplementar de 7 de julho, os candidatos à Prefeitura de Palmares
do Sul, Mauricio Muniz e Gilmar Souza, da coligação “Desafio para governar,
vontade para trabalhar – 15”, ampliaram a proposta do chamado “corpo a corpo”,
para, além de apresentar o programa de governo, ouvir e dialogar sobre as
necessidades de cada localidade. Isso tem feito com que muita gente declare seu
apoio aos candidatos, ingressando de vez na campanha que objetiva a eleição da
dupla.
“Estamos propondo, acima de tudo, a diferença. Não adianta propor dar
continuidade ao que estava parado, ou beneficiando apenas uma parcela da
sociedade. Temos que levar soluções efetivas e melhorias a todos moradores.
Como gestor, em dois meses, tivemos que recomeçar serviços básicos e
obrigatórios, como iluminação, limpezas, e qualificação no atendimento na área da
saúde. O cidadão não quer só isso. Nosso compromisso é de trabalhar para todos,
retornar a Arrozarte, dar acesso às lagoas, colocar em prática projetos como o
'Minha cidade meu lar', incentivos para vinda de policiais, programa 'Saúde mais
perto de você' com ampliação da oferta de especialidades médicas e
medicamentos aos distritos, agenda regular de reposição da iluminação pública;
entre muitos outros. Além disso, estou fazendo faculdade de Gestão Pública,
buscando me aperfeiçoar para poder trabalhar cada vez melhor no setor público do
Município”, declara Mauricio.
Já o vice Gilmar Souza, apresenta algumas ações que beneficiaram e outras que
estão por vir aos palmarenses: “Juntos, Mauricio e eu, já conquistamos, como
vereadores, emendas parlamentares que beneficiaram o Hospital, asfalto e
iluminação do bairro Major Pinto, aporte para o Centro de Segurança de Palmares,
patrulha agrícola e as futuras academias ao ar livre, entre outros”, relata.
Na agenda da coligação, neste sábado pela manhã, está programada uma grande
caminhada pelas ruas da Sede.

 

Diego Di Luca
   Jornalista - reg. 16.262
DL COM MULTIMÍDIA

Em seu segundo dia à frente da administração municipal de Palmares do Sul, o prefeito

Mauricio Muniz, acompanhado do presidente da Câmara de Vereadores, Gilmar Souza,
cumpriu agenda no Palácio Piratini, em Porto Alegre. Na manhã desta segunda-feira, 8
de abril, em ato do Governo do Estado, foram entregues viaturas e coletes balísticos
para a área da Segurança Pública; provindos de indicação da Bancada Gaúcha da
Câmara dos Deputados.
Palmares do Sul, por intermédio do deputado federal Alceu Moreira, foi contemplado
com 12 coletes para a Brigada Militar e uma viatura para a Polícia Civil.
“Lutamos muito pela área da Segurança Pública. No Legislativo, muito lutei e
reivindiquei nesta área tão importante para a sociedade. Somos muito gratos ao
deputado Alceu por sempre olhar por Palmares; assim como ao Governo do Estado, que
já sinalizou que virá um agente para o Município, bem como entregará novas viaturas e
armas para a Brigada Militar; na qual também deixamos nosso pedido para Palmares ser
contemplada, além de mais efetivo”, destaca o prefeito.
No ato, o governador Eduardo Leite destacou que, apesar das diferenças ideológicas e
partidárias, essa união da bancada é fundamental para colaborar na segurança dos
gaúchos: “Trabalhamos, assim, com o mesmo objetivo; o mesmo empenho para uma
população que clama por segurança. Saímos daqui com as esperanças renovadas”,
relatou.
Mauricio e Gilmar aproveitaram a viagem e visitaram alguns setores da Assembleia
Legislativa, já projetando possíveis reivindicações ao Legislativo Estadual.

 

A Circle, plataforma de pagamentos online, afirmou nesta quinta-feira (03) que seus negócios no mercado de balcão (over-the-counter, OTC na sigla em inglês) movimentou mais de US$ 24 bilhões (cerca de R$ 90 bilhões) em negociações de criptomoedas no ano passado.

 

A informação partiu de um artigo no Medium publicado pelo fundador e presidente da empresa, Sean Neville, em parceria com o cofundador e CEO Jeremy Allaire. A companhia também é detentora da Poloniex e da stablecoin concorrente da Tether, USDC.

 

Este é um número enorme dado que os volumes de negociação por meio de OTC não se tornam públicos como ocorre com as exchanges.

 

Isto acontece porque esse tipo de comércio é realizado fora de exchanges e não é registrado em plataformas que acompanham o mercado de criptomoedas.

 

Os executivos observaram que a empresa ajudou a processar mais de 10.000 operações OTC envolvendo 36 diferentes criptoativos com aproximadamente 600 contrapartes distintas, o que gerou o número anunciado.

 

“A plataforma da Circle tornou-se uma provedora central de liquidez para todo o ecossistema de criptografia – incluindo mineradores, bolsas, desenvolvedores de projetos e fundos em todo o mundo”, diz um trecho do artigo.

 

Apesar de um ano agitado no setor de criptomoedas, a Circle incorporou um número recorde de novos clientes institucionais e expandiu suas operações comerciais para 24×7 com cobertura nos EUA, Europa e Ásia.

 

Segundo os líderes, a empresa experimentou um crescimento significativo em várias ofertas de produtos, considerando seus milhares de parceiros institucionais.

 

Esse crescimento, ressaltaram, é complementado por um aumento no número de colaboradores – foram contratados mais de 150 funcionários.

 

Além de seu mercado de balcão, a Circle é proprietária da Poloniex — exchange adquirida pela companhia no ano passado —  uma das maiores corretoras de criptomoedas do mundo e que está em operação há quase cinco anos.

 

Após se tornar uma subsidiária da Circle, a exchange passou por uma série de atualizações de uma perspectiva regulatória e de engenharia, incluindo mudanças no sistema de segurança e no processo de inscrição na plataforma, como a verificação de identidade.

 

A reestruturação da exchange também contou tanto com inclusões quanto exclusões de criptoativos na plataforma. Outra problema resolvido foi em relação ao atendimento ao cliente — o número de solicitação de suporte foi reduzido de 200.000 para 1.000 em 2018.

 

Além disso, em junho do mesmo ano, a Circle introduziu sua estrutura de ativos (Asset Framework, em inglês), que fornece diretrizes e uma estrutura clara para a análise de ativos inseridos na empresa.