Thursday, 22 October 2020

Avaliação do Usuário: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

Nenhum homicídio foi registrado nos meses de janeiro e fevereiro de 2020

Capão da Canoa é o município do programa RS Seguro que mais obteve redução de homicídios. As informações foram confirmadas pela Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Sul na última semana. Em 2020, Capão foi o único município a não registrar homicídios nos meses de janeiro e fevereiro.

Com base em estudos sobre a criminalidade, reconhecendo que a violência é uma questão que vai além da segurança, representando também desafios sociais e econômicos, o Governo do Estado elaborou um programa com medidas estruturantes, orientadas pelo tripé de diretrizes de Integração, Inteligência e Investimento Qualificado. Planejado para alcançar diversas áreas do Governo do Estado, o RS SEGURO é norteado por quatro eixos principais: combate ao crime; políticas sociais preventivas e transversais; qualificação do atendimento ao cidadão e sistema prisional.

O Prefeito de Capão da Canoa, Amauri Magnus Germano, afirma que o município se tornou referência em segurança pública após a inauguração do Gabinete de Gestão Integrada. “O GGI é uma importante ferramenta, que auxilia diariamente a Brigada Militar e Polícia Civil na investigação e resolução dos crimes no município”, relata.

Gabinete de Gestão Integrada (GGI)

No dia 7 de junho de 2018, a Prefeitura de Capão da Canoa inaugurou, no Centro Administrativo, o Gabinete de Gestão Integrada (GGI) com recursos próprios do município. Trata-se de um espaço que promove a articulação conjunta das diversas estratégias de prevenção à violência, reforçando as potencialidades na obtenção dos melhores resultados na redução da criminalidade.

220 câmeras monitoram toda a cidade, oferecendo mais segurança à população. Os pontos, dispostos também em Capão Novo, Arroio Teixeira e Curumim, foram elencados em conjunto com a Brigada Militar e Polícia Civil, que são forças atuantes no GGI. Há reconhecimento facial em pontos estratégicos e leitura de placas de veículos.

 

Matéria: Bernardo Zamperetti 
Foto: Divulgação / PMCC
 

Avaliação do Usuário: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

 

Prefeitura de Capão da Canoa suspende aulas da rede municipal de ensino

A medida ocorre devido à pandemia mundial do novo coronavírus e tem como objetivo garantir a segurança e o bem-estar da população

No início da tarde de segunda-feira (16), a Prefeitura de Capão da Canoa confirmou a suspensão das aulas na rede municipal de ensino. A medida ocorre devido à pandemia mundial do novo coronavírus e tem como objetivo garantir a segurança e o bem-estar da população. As aulas serão suspensas a partir de quinta-feira (19).

As equipes da Secretaria Municipal de Saúde percorrerão as instituições de ensino, a fim de orientar os funcionários e as famílias da comunidade escolar. As inaugurações e eventos previstos para os próximos dias também serão cancelados provisoriamente, aguardando nova data para realização.

Conforme o Prefeito de Capão da Canoa, Amauri Magnus Germano, é uma decisão de saúde pública e precisa ser cumprida para garantir o bem-estar de todos. “Por ser um momento que afeta a saúde global, precisamos, aqui no nosso município, tomar as medidas necessárias para potencializar a prevenção, em especial dos grupos de risco”, diz.

Ações básicas de prevenção ao coronavírus

- Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel.

- Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir.

- Evite aglomerações se estiver doente.

- Mantenha os ambientes bem ventilados.

- Não compartilhe objetos pessoais.

Matéria: Bernardo Zamperetti
Foto: Reprodução / Internet

Avaliação do Usuário: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa

 

 

Provas teórico-objetivas do concurso público da Câmara são suspensas em virtude do Coronavírus

Como medida de prevenção ao vírus, as provas previstas para 29 de março ocorrerão em outra data

 

Em virtude da propagação do Coronavírus (COVID-19) e seguindo orientações do Ministério da Saúde, a aplicação das provas teórico-objetivas do concurso público da Câmara Municipal de Capão da Canoa, previstas em edital para o dia 29 de março, foram suspensas. Nova data será definida e informada em breve nos canais institucionais e site da Fundatec.

 

A medida foi tomada pela instituição responsável pelo concurso para garantir a saúde dos candidatos e evitar um possível contágio pelo vírus.

 

Matéria e fotos: Júlia Bozzetto/ASSECOM CMCC

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa

 

Atividades serão promovidas pelas secretarias da Cultura; de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos; da Educação; de Planejamento, Orçamento e Gestão; e de Segurança Pública

No mês em que se comemora no Brasil o Dia da Visibilidade Trans (29 de janeiro), diversas secretarias de Estado se reuniram para realizar atividades para e sobre o universo LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) e propor reflexões sobre identidade de gênero, liberdade e direitos humanos. A data remete a 20 de janeiro de 2004, quando, pela primeira vez, travestis e transexuais foram ao Congresso Nacional cobrar dos parlamentares políticas de igualdade e lançar a campanha nacional “Travesti e Respeito” - a primeira organizada por transexuais para a promoção do respeito e da cidadania.

A programação vai de 22 a 31 de janeiro, reunindo as secretarias da Cultura; de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos; da Educação; de Planejamento, Orçamento e Gestão; e de Segurança Pública

O programa RS Criativo, da Secretaria da Cultura, instalado no 3º andar da Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736), convida a comunidade trans a participar de dois cursos de capacitação: “Inovação de mídia: além do feijão com arroz”, nos dias 22 e 29, das 9h às 13h, e “Produção de conteúdo para redes sociais: relevância e engajamento ao alcance de pequenos negócios”, nos dias 23 e 30, das 14h às 17h. Inscrições no site da Secretaria da Cultura – https://www.cultura.rs.gov.br>rscriativo>capacitacoes-e-cursos

No dia 24, às 10h, no auditório do andar térreo do Centro Administrativo Fernando Ferrari (CAFF), será aberta a exposição fotográfica “Em Nome de Todas”, organizada pela Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), por meio da Coordenadoria Estadual de Diversidade Sexual.  A mostra destaca a vivência de transexuais, algumas já falecidas. “A exposição deve despertar a conscientização sobre o número de mortes e a violência sofrida especialmente por trans, no Rio Grande do Sul”, adianta Léo Beone, coordenador de Diversidade Sexual do Estado. A exposição é gratuita, aberta ao público em geral e pode ser visitada até o dia 31 de janeiro, das 8h30 às 18h.

Dia 27, o Museu da Comunicação Hipólito José da Costa (Rua dos Andradas, 959) exibe o filme “Meninos não Choram”, às 19h, seguido de debate promovido pelo Museu Antropológico do RS. Já a Cinemateca Paulo Amorim, no térreo na Casa de Cultura Mario Quintana, vai exibir e debater outros três filmes com temática trans: “Minha Vida em Cor de Rosa” (28/1), “Divinas Divas” (29/1) e “Transamérica” (30/1), sempre às 19h30.

No dia 29, às 10h, o espaço para debates se amplia, com roda de conversa e relatos de vivências e memórias sobre visibilidade trans, no Memorial do RS (Rua 7 de setembro, 1020). A atividade é realizada pelo Museu Antropológico com a participação da Secretaria de Segurança Pública (SSP), por meio do Departamento de Proteção a Grupos Vulneráveis (DPGV), que abordará as políticas de segurança e dará esclarecimentos sobre o encaminhamento da população trans às Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher (DEAMs).

No dia de encerramento da programação, 31 de janeiro, às 14h, será entregue, também no auditório do andar térreo do CAFF, o Troféu RS Sem Preconceito. “A entrega faz parte da campanha estadual que leva o mesmo nome do troféu, lançada dia 24 de janeiro. A intenção é prestar agradecimento aos serviços voluntários de transexuais de todo o Estado, no combate à discriminação e à transfobia”, explica Léo Beone.

 Região Metropolitana

 Dia 29, das 9h às 15h, no calçadão de Canoas, haverá distribuição de material informativo, preservativos e apresentações artísticas. Às 18h30, no Auditório Sady Schivitz, localizado na prefeitura da cidade (Rua Quinze de Janeiro, 11, Centro) ocorre a 3ª edição do Cine Diversidade, com apresentação do documentário (Com)Vivências, produzido por Mônica de Souza Chaves. Logo após, a produtora promove roda de conversa para debater a vida de mulheres trans da Região Metropolitana de Porto Alegre. As atividades são promovidas pela Diretoria das Políticas das Diversidades e Comunidades Tradicionais da prefeitura de Canoas.

 Brasil: a pior realidade

O preconceito, a baixa escolaridade, o desemprego, a discriminação e a violência fazem do Brasil o país que mais mata transexuais no mundo. Enquanto a expectativa de vida média da população brasileira é de 74 anos, segundo o IBGE, a dos transexuais é de apenas 35 anos. “O cenário dá a dimensão da urgência com que a sociedade brasileira deve ser sensibilizada para a construção da cultura de paz e respeito”, afirma a Assessora de Diversidade da Secretaria da Cultura, Gabriella Meindrad. Segundo ela, os casos de assassinato de pessoas LGBT no Brasil corresponde a quase 50% do total mundial.

RAFAEL VARELA/ ASCOM SEDAC