Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook Twitter

Anunciar Empresa
CONHEÇA MAIS O VEREADOR RATO, PRÉ-CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL

CONHEÇA MAIS O VEREADOR RATO, PRÉ-CANDIDATO A DEPUTADO FEDERAL

  Há alguns dias, o vereador Eduardo Alves, o Rato, de Palmares do Sul, lançou sua pré-candidatura a deputado federal pelo
Câmara de Balneário Pinhal entrou em recesso até o dia 02 de agosto de 2018
Professores participam de palestra sobre a Base Nacional Comum Curricular

Professores participam de palestra sobre a Base Nacional Comum Curricular

A BNCC estabelece conhecimentos, competências e habilidades que se espera que todos os estudantes desenvolvam ao longo da escolaridade básica Professores
Capão da Canoa foi palco da primeira fase do Campeonato Gaúcho de Handebol

Capão da Canoa foi palco da primeira fase do Campeonato Gaúcho de Handebol

  Os jogos aconteceram nos dias no sábado (14) e domingo (15) no Ginásio Otto Birlem Capão da Canoa, através do Clube
Vereador Ademar demonstra indignação quanto à retirada da professora Carmem da diretoria de Escolinha de Quintão

Vereador Ademar demonstra indignação quanto à retirada da professora Carmem da diretoria de Escolinha de Quintão

Recentemente, o vereador Ademar Terra, de Palmares do Sul, obteve a informação de que o prefeito municipal pretende retirar a
Legislativo Osoriense aprova nova forma de cobrança da Taxa de Coleta de Lixo – TCL

Legislativo Osoriense aprova nova forma de cobrança da Taxa de Coleta de Lixo – TCL

                Na Sessão Ordinária desta segunda-feira, dia 26 de junho, a Câmara Municipal de Osório aprovou, por unanimidade, o Projeto de
Governo do RS publica edital para a construção do viaduto da Estrada do Mar

Governo do RS publica edital para a construção do viaduto da Estrada do Mar

            O valor orçado para a obra é de R$ 5 milhões A abertura dos envelopes do processo licitatório para a construção
Prefeitura renova termo de parceria com FGTAS/Sine

Prefeitura renova termo de parceria com FGTAS/Sine

              Prefeito Amauri e o diretor-presidente da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social, Rogério Grade, participaram do ato O Prefeito de

Renan critica Cunha e diz que presidente da Câmara ‘atrapalha’ ao tentar interferir no rito do impeachment


renan-e-cunha
Esta postagem foi publicada em 20 de abril de 2016 Notícias Barra Lateral, Notícias em Destaques Slide Topo.

Cunha pediu na segunda-feira que Renan apresse os trabalhos. Senador disse que não fará nada rapidamente 18.04.2016/DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO CONTEÚDO

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), fez na manhã desta quarta-feira (20) um duro ataque ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que pretende apressar a votação pelos senadores do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Na segunda-feira (18), um dia após os deputados aprovarem o pedido contra a presidente, Cunha foi categórico ao dizer que a Câmara não votará nada relevante até que o impeachment seja apreciado pelos senadores.

“Quanto mais o presidente da Câmara tentar interferir no ritmo do andamento do processo no Senado, sinceramente, ele só vai atrapalhar”, disse Renan.

— A paralisação da Câmara não ajuda o Brasil, esse ‘locaute’ não ajuda o Brasil, ele só atrapalha ainda mais a situação que já é muito ruim.

Para o peemedebista, de todos os impeachments, a autorização dada pela Câmara para que o Senado aprecie o pedido contra Dilma foi o que mais demorou. Segundo ele, isso se deveu exatamente por causa da judicialização. A decisão de Cunha de admitir o pedido foi dada no início do mês de dezembro, mas a manifestação dos deputados só ocorreu no último domingo.

Renan disse que o Senado, “por mais que se queira”, não pode atropelar prazos e nem deve fazer isso perante a História. Em outra cutucada à Casa comandada por Cunha, ele disse que, enquanto a Câmara votava o impeachment, o Senado apreciava uma série de projetos, entre eles a Lei de Responsabilidade das Estatais, as mudanças na exploração do pré-sal e o desaparelhamento da gestão dos fundos de pensão.

Para o peemedebista, o Senado vai “sempre” distinguir os interesses do Brasil dos interesses dos governos, que são efêmeros e passageiros. Mantendo o seu discurso de que age de forma imparcial, Renan não quis opinar sobre se o relator da comissão do impeachment, que deve ser eleito na segunda-feira (25), deve ser de um partido neutro. Ele disse que não ficaria bem ele tentar influir ou decidir sobre a indicação de ninguém.

Eleições antecipadas

O presidente do Senado sinalizou haver dificuldades políticas para uma eventual apreciação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que propõe antecipar para outubro as eleições do presidente e vice. Essa PEC foi apresentada ontem por um grupo de 27 senadores, com apoio inclusive de petistas.

Segundo Renan, é “muito difícil qualquer movimento mais brusco nesta hora” em que o Senado aprecia o pedido de impedimento de Dilma.

— Qualquer coisa que aparece, sempre haverá uma leitura se ela beneficia um lado ou beneficia o outro.


450 Visualizações

Notícias em Destaque