Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook

Anunciar Empresa
200 famílias recebem a chave da casa própria em Capão

200 famílias recebem a chave da casa própria em Capão

  Solenidade marcou uma das últimas etapas antes da entrega oficial do Residencial Caminito Na tarde da última sexta-feira (11), Capão da
Homenagem da Câmara de vereadores de Balneário Pinhal, ao Dia das Mães.
Homenagem ao Dia das Mães, do presidente da Câmara de vereadores de Balneario Pinhal, vereador Leandro Lauer.
Angélica, Feliz Dia das Mães.

Angélica, Feliz Dia das Mães.

 Muito obrigado por tudo! Te admiro, te respeito, e acima de tudo, te amo muito! Feliz Dia das Mães! Ass. Anderson.
Nataelle, Feliz Dia das Mães.

Nataelle, Feliz Dia das Mães.

Parabéns meu amor! Me sinto privilegiado por fazer parte desta linda historia. Te amo!! Feliz Dia das Mães. Ass. Anderson.
Primeira vez que um município divulga Pesquisa Popular na Tribuna

Primeira vez que um município divulga Pesquisa Popular na Tribuna

                        O Vereador Leandro Lauer, presidente da Câmara Municipal de Pinhal explica que desde o início do ano passado, durante esta
Assembleia Microrregional da Consulta Popular 2018

Assembleia Microrregional da Consulta Popular 2018

            Na manhã de quarta-feira (18/04/2018) às 10hs na Câmara de Vereadores de Cidreira ocorreu a Assembleia Microrregional da Consulta Popular
EXTRATO DE HOMOLOGAÇÃO – Processo Licitatório n.º 04/2018

EXTRATO DE HOMOLOGAÇÃO – Processo Licitatório n.º 04/2018

                          O Presidente da Câmara de Vereadores de Balneário Pinhal, no uso das suas atribuições, torna público a homologação do Processo

Após “dia triste para a Romênia”, Ponor desiste de finais do evento-teste


catalina_ponor_-_rom_13
Esta postagem foi publicada em 18 de abril de 2016 Esportes, Esportes Total, Slide Esportes.

Campeão olímpica lamenta ver tradicional potência fora das Olimpíadas e abre mão de brigar por medalhas na trave e no solo: “Corpo e mente estão muito cansados

Dono de três ouros olímpicos e antiga rival de Daiane dos Santos, Catalina Ponor deixou a Arena Olímpica em prantos no domingo. Ela ainda nem tinha a confirmação, mas já prévia o desfecho desastroso para a Romênia na briga pelas últimas vagas por equipes nos Jogos do Rio de Janeiro: as romenas acabaram na sétima posição do evento-tete e ficaram fora das Olimpíadas – o Brasil levou o título. O golpe foi duro para uma tradicional potência da modalidade, que figurava no pódio desde 1976, quando a lenda Nadia Comaneci surgiu em Montreal. Abalada, Catalina, que desistiu das finais por aparelhos desta segunda-feira, não conversou com jornalistas no ginásio, mas expressou sua dor nas redes sociais.

– Foi um dia triste para nós. A Romênia, infelizmente, não se classificou para as Olimpíadas. Muito triste para mim, porque realmente voltei da aposentadoria para isso. Não sei o que vai acontecer comigo a partir de agora, mas quero agradecer a todos pelo apoio e quero agradecer primeiramente a todos os brasileiros que gritaram meu nome! Foi o melhor momento, um sentimento que eu não tinha há muito tempo. Eu lutei pelo time até o fim e queria mostrar que podemos fazer o que quisermos. E Sim, eu posso continuar fazendo ginástica, apesar da minha idade. Não apenas fazendo, mas em alto nível técnico. Obrigado novamente por todo o apoio. Foi uma emoção incrível competir aqui no Rio. Amo vocês – postou Catalina, que tem 28 anos.

A ginasta, que ganhou seus três ouros olímpicos nos Jogos de Atenas 2004, já se aposentou duas vezes, mas retornou para tentar salvar a equipe romena, em crise neste ciclo olímpico. Com seu nome aclamado pela arquibancada da Arena Olímpica, ela teve boas notas na trave e no solo do evento-teste, se classificando para as finais dos dois aparelhos na noite desta segunda, mas abriu mão da disputa por medalhas, que não dão vagas olímpicas – a romena Diana Bulimar também desistiu da final de solo.

– Não poso explicar em palavras quão amada me sinto. Sei que era dia finais nesta segunda e adoraria competir de novo no Rio e sentir todo o amor da torcida, mas infelizmente não vou. Meu corpo e minha mente estão muito cansados. Dei tudo de mim na competição por equipe e agora realmente preciso descansar e me acalmar para pensar no que vou fazer a partir de agora – disse Catalina.

A campeã olímpica ainda tem chance de disputar os Jogos do Rio. Apesar de ficar fora da prova de equipes, a Romênia conquistou uma vaga individual no evento-teste e pode convocar qualquer ginasta do país. A comissão técnica, porém, deve optar por chamar Larissa Iordache, que foi bronze no individual geral do último Mundial, mas não pôde competir na Arena Olímpica por estar se recuperando de uma lesão na mão.


342 Visualizações

Notícias em Destaque